Seja Sócio
Andrade

Jorge Luís Andrade da Silva

Andrade, campeão mundial pelo Flamengo nos anos 80, atuou pela Desportiva em 1992, contribuindo para o acesso à série A, e 1993.

Edalmo

Edalmo Peçanha Liberato

Tricampeão capixaba e campeão da Taça Cidade de Vitória, Edalmo tornou-se um importante jogador na história do clube, no fim dos anos 60. Além disso carrega o recorde de goleiro grená com maior número de jogos sem sofrer gols.

China

Carlos Alberto Gomes Kao Yien

Exímio lateral direito e com passagens em diversos clubes de ponta no país, China também participou da camanha de 1992, com título estadual e acesso à série A.

David Dener

David Dener Rocha dos Santos

Com passagens marcantes pelo clube em 2008, 2013, 2016, 2017 e 2018, David Dener ganhou os corações grená e seu nome é sempre lembrado nos cantos da torcida.

Fio Maravilha

João Batistas de Sales

Em 1977, Fio Maravilha também vestiu a camisa da Desportiva. Ele veio emprestado pelo Flamengo e foi comandado pelo treinador grená Beto Pretti.

Botelho

Sérgio Botelho de Deus

Ponta direita de muita técnica, Botelho atuou com a camisa grená nos anos 80, fazendo parte da equipe com melhor campanha, entre clubes capixabas, na série A do Brasileiro. Além disso, é o unico que conquistou a Bola de Prata da revista Placar.

Kieza

Welker Marçal Almeida

Revelado pela base grená, Kieza conquistou o título da Copa ES de 2008, antes de transferir-se ao futebol carioca.

Pedro Soares

Pedro de Carvalho Soares

Com passagem pelo Flamengo, atuou na Tiva de 72 a 76, trago pelo, então treinador, Beto Pretti. Em 2011 retornou como Gerente de Futebol na volta da Ferroviária, conquistando a Série B e Copa ES de 2012, o Capixabão de 2013, a Copa dos Campeões de 2014 e o vice do Capixabão de 2015.

Indio

Carlos Antônio da Silva

Dono de uma garra invejável, Índio foi considerado um dos principais jogadores do time de 98, na última participação grená na Série B.

Morelato

Paulo Sérgio Morelato

Também revelado na base grená no início dos anos 90, Morelato ajudou o clube na conquista do acesso à Séria A do Brasileiro, em 1992.

Piassi

Carlos Celso Piassi

Chegou ao juvenil grená em 1975 através de seu irmão, o craque Evandro. Em 1976 foi lançado ao profissional, como centroavante, pelo então treinador, o argentino Alfredo Gonzales.

Savio

Sávio Bortolini Pimentel

Também criado na base grená, Sávio saiu cedo do clube e ganhou destaque internacional. Em 2008 ele retornou pro clube que o revelou demonstrando toda a sua gratidão.

Sorriso

Wanderson Fontes da Silva

Perito nas cobranças de faltas e chutes de longa distância, Sorriso virou querido da torcida, participando da conquistas dos títulos estaduais de 2013 e 2016.

Jorcey

Jorcey Anisio Garcia Santos

Emprestado pelo Flamengo em 1992, Jorcey conquistou o acesso a Série A, além do título estadual, sendo eleito o melhor goleiro. Também disputou o Capixabão e Brasileirão em 93, com a camisa grená.

Mauro Soares

Mauro Soares Cabral

Mauro Soares fez parte da equipe de 1992, que conquistou o acesso a Série A do Brasileirão, além do título estadual do mesmo ano. No fim da temporada foi negociado para o futebol portugês.

Jayme de Almeida

Jayme de Almeida Filho

No ano de 1992, Jayme assumia seu primeiro time como treinador profissional, a Desportiva. Com ele, o time disputou a Série B do Brasileiro e conseguiu o acesso para a primeira divisão. No mesmo ano, a Tiva ainda conquistou o título do Campeonato Capixaba.

Mario Matador

Mario Antonio Ferreira

Artilheiro nato, Mario Matador atuou com a camisa grená em 1994, conquistando o título capixaba.

Washington

Washington César Santos

Ele que fez dupla nacionalmente conhecida com Assis, o famoso "Casal 20", também vestiu a camisa da Desportiva, em 1992, ajudando o clube no acesso à séria A do Brasileiro.

Welder

Welder Ferreira da Cruz

Welder foi formado na base grená e vestiu o nosso manto de 1989 ate 1994, quando transferiu-se para Portugal.

Cunha

João Batista Cunha

Veio do Flamengo para a Tiva em 63, onde jogou até o final de 69. Jogador raçudo e exímio driblador, entrou para a história ao marcar o gol decisivo de nosso primeiro título, na vitória por 3 x 2 sobre nosso arquirrival.

Corinto

Corinto José da Silva

Iniciou nas categorias de base de Fluminense e Vasco, até se tranferir para equipe grená. Estreou no profissional marcando os dois gols da vitória grená sobre o Sergipe, em Aracaju, no brasileiro de 77. Esteve na disputa pela Bola de Prata, da Revista Placar, ficando em quarto lugar.

Alcir

Alcir Rocha Santana

Revelado no juvenil grená, o zagueiro Alcir conquistou cinco títulos estaduais pela Desportiva e chegou a ser emprestado ao Santos (SP), permanecendo na Vila Belmiro por oito meses.

Pantera

Marcos Roberto Damasceno Jose

Destaque no Brasileirão Série B, em 1998, Pantera é o autor do gol mais rápido da história do clube.

Rossato

Adriano Fabiano Rossato

Mais um craque revelado na base grená no fim dos anos 90, Rossato teve uma vitoriosa carreira nacional e internacional.